2/12/2013

Just Like A Dream Cap 13- Ai meu coração.




Elo's POV.

- mas você conseguiu o emprego!? - desviei de um carrinho voador.
- consegui! Parece que eu vou trabalhar de vendedora mesmo!
- pense que é melhor do que ser caixa de mercado! - riu.
- muito! E como ta indo seu primeiro dia?
- quer mesmo saber? Bem, digamos que.... DAVID NÃO JOGUE MELECA NA JANE!..... digamos que está agitado! - rimos.
- boa sorte com os diabinhos!
- valeu! Boa sorte com as compradoras chatas!
- valeu! - riu. - Ok, vou indo!
- beijos, Juuh!
- tchau, Lo! - e desligou.
Encarei aquela criançada que não calava a boca. Essas crianças tomam Red Bull por acaso?
O pequeno sinal soou e uma mulher mais velha que meu all star apareceu levando as crianças pro refeitório.
Sai do meu posto e fui tomar um café (lê-se: coca com traquinas). Entrei em uma ala pra funcionários e tinham um monte de tias de uns 40 anos em grupos conversando.
- hãm.. Oi! - todas pararam um segundo pra me encarar, mas depois voltaram suas atenções pras fofocas diárias de gente velha. - então ok...
Segui em frente até a mesa onde tinham algumas bebidas, que pro meu azar eram sucos, água e café. Que bulling é esse comigo? Como assim não tem coca? Aff...
- é, ela é a menina de 17 que eu falei! - consegui escutar vindo da rodinha da esquerda. - A Laura deu a sala 23 pra ela!
- 23?? Hahah ela não aguenta nem 3 dias! Nem eu aguentei aquela unidade! - risadinhas foram soltas.
- e além de mais ela nem deve saber o que é babá! - mais risos.
Peguei um pouco de água e me virei as fitando.
- olá! - caminhei até elas. - Sou Eloisa! Muito prazer!
- olá! Somos Maria, Gloria e Johanna! - disse Maria com um sorriso falso.
- muito prazer! De que unidade vocês cuidam?
- cuidamos da 20!
- ah sim... Ah a 20! Eu soube que uma menina saiu dessa unidade e entrou em uma escola e lá ela meio que foi muito falada! - elas sorriram metidas. - Sabe, depois eu escutei que ela cresceu, arranjou um namorado, fugiu de casa e está presa! - fizeram um bico e eu ri. - Foi um prazer conhecê-las! - me virei e voltei pra minha sala/unidade.
Aqui é assim: como é a melhor creche da região, muitas crianças são matriculadas e são dividas em unidades conforme a ordem do cadastro. E pelo que eu descobri, a sala 23, a unidade 23 é a pior... Mas eu acho que dou conta... Dou?
E lá estou eu novamente, entre umas 20 crianças correndo e berrando.
- Beck!! Não coma cola! - puxei ele. - KARLA! LARGA ESSA NURF GAROTA! QUER FURAR O OLHO DE ALGUÉM? - tirei a arma dela. - David, meu caro amigo, quantas vezes já disse pra não comer a meleca? - o peguei no colo.
- 29 vezes! - aown, ele é bom em matemática.
- e por que continua fazendo??
- porque eu não ligo pra o que você fala! - mordeu meu braço e correu pela sala.
- AI CARAL... - todas ficaram quietas e me encararam. - ....mba... Caramba! - como elas ficam quietas a essas horas?? - Olha aqui cambada, vamos todos fazer um circulo no chão! - disse calma. - AGORA! - peguei a nurf e eles se sentaram. - Muito bem, vamos refletir um pouco agora!
- cadê aquela velha?
- Henrie, não chamamos os mais velhos de velhos!
- como chamamos? - perguntou aquela tia, a tal de eLLoisa...
- bem, depende! - me sentei na roda. - podem ser de adolescentes ou adultos!
- meu pai é o que? - perguntou uma menina que devia ter uns 3 anos.
- seu pai é adulto! Ele te criou e já é adulto! - acho que estou melhorando. - viu que legal, gente! É assim que tem que ser nossa amizade! Eu respondo suas duvidas e assim aprendemos coisas novas! - sorri.
- Elo? - me chamou a tia metida de cabelos loiros enrolados, Kelly - Como nós nascemos!? - f.u.d.e.u.
- er... A cegonha trás vocês!
- não minta, coroa! - oxi!
- bem... VAMOS VER BOB O CONSTRUTOR!? Ta passando!
- não mude de assunto, ruiva! - olhei indignada pro David.
- até você, David! Pensei que tínhamos algo!
- você pensou errado! - ai meu coração.
- é... Er... sabe... - o que eu falo? - o papai de vocês, planta na mamãe um semente magica... Da tinkerbell e ... Er... Essa semente é regada pela mamãe de vocês e assim vocês nascem! - me encaram com um ar curioso.
- quer dizer que eu sou uma planta?
- não, não quer dizer isso!
- somos plantas?? Nós vamos murchar que nem a rosa da mamãe?
- não! Gente...
- a planta da minha mãe morreu por que não tomou água! - ou droga.
- eu não tomei água hoje! EU VOU MORRER!  - e então veio um monte de choro.
Merda. Merda. Merda. Merda. Merda. Merda. Merda. Merda. Merda. Merda. Merda. Merda. Merda. Merda. Merda. Merda. Merda. Merda. Merda. Merda.

[...]

- OLAAA! GENTE!? - berrei ao entrar em casa. - Juuh? - fui até a cozinha e me deparei com um bilhete em cima da mesa. - Sai com o Niall! Volto mais tarde! - a Juuh me abandonou!
Abri a geladeira e peguei uma latinha de coca, a virando na boca. Fui pra sala e me sentei no sofá. Ser solteira é uma merda mesmo viu?
"CAMARÃO CAMARÃO, CAMARÃO COM PÃO..."
- alô?
- ELO!
- Liam? Oi! - um sorriso se abriu no meu rosto,
- Elo, vem aqui em casa! Eu preciso da sua ajuda!
- o que houve? Não é pra ajudar você a pedir alguém em namoro, é? - DIZ QUE NÃO!
- não! - ufa! - É a Lily! Me ajuda!
- ok to indo!
Sai correndo feito um desalmada, chegando rapidamente na casa do Liam.


Juuh's POV.

- Niall?
- hum?
- essa é a coisa mais clichê que já fizemos! - me virei pra ele.
- eu sei! - rimos. - Olhar as nuvens não é tãããão ruim assim! - virou pra mim.
Estávamos deitados encarando as nuvens que passavam, vendo seus formatos e essas coisas chatas.
- não importa que isso seja chato!
- é claro que importa, criança!
- deixa eu terminar minha declaração! - rimos. - o que importa, é que eu estou com você! - sorri e Niall aproximou seu corpo, se levantando um pouco, ficando por cima de mim apoiado por um braço.
- que fofa sua declaração! - acariciei seu rosto.
- eu andei ensaiando! - rimos e ele se aproximou formando um beijo.
Abri um grandee sorriso durante o beijo e Niall riu.
- u.u você ama me beijar.
- besta!
- que você ama beijar! - sorri. - HA! Você admitiu com esse sorriso!
- aff, Niall! Cala a boca! - ri da carinha dele. - Que horas são? - perguntei saindo dos seus braços.
- hum... - olhou no celular. - 18h por que?
- tenho que ir pra casa! A Elo deve estar me esperando! - me levantei. - Você vem? - ele se levantou com minha ajuda.
- por que você tem que acabar com nossos momento? - peguei minha mochila e nos pomos a andar.
- por que eu estou com fome e aposto que você também! - ele me encarou com a mão no queixo.
- como você me conhece bem! - soltei uma risada e o loiro abraçou minha cintura e assim fomos pra casa.
- ELOOOOOOOOOOOO! - berrei e o Niall tampou os ouvidos.
- meus tímpanos mulher! - ri alto.
- onde está essa menina? - falei enquanto me jogava no sofá.
- ela não ta... Sabe o que quer dizer? - sorriu malicioso.
- sei! - sorri igual. - Que nós vamos ter que fazer a janta! - me levantei e tive uma crise de riso da cara "WTF?" do loiro.
- não foi isso o que eu quis dizer! - me seguiu até a cozinha.
- serio? Nem reparei! - ele mostrou a língua e eu ri mais um pouco.
- o que minha namorada vai cozinhar pra mim??? - mês uma cara de teletubes.
- não sei... Vou fazer um macarrão, acho... - falei procurando algo desmente na gaveta, só que parece que a Elo não sabe fazer compras.
Achei um saquinho de espaguete e taquei no Niall.
- que agressão é essa? - perguntou indignado.
- você vai me ajudar a cozinhar! - falei pegando aquela panela que eu esqueci o nome.
- não minha cara, Juuh! Eu não cozinho, só como!
- problema é seu! - fez um bico de emburrado. - Não adiante fazer bico!
- aff..
- Horan!
- desculpa, amorzinho! - ele veio até mim e eu ri. - O que eu posso fazer? - me selou e saltitou pra pia.
- bota água nisso! - taquei a panela nele.
- você podia parar de tacar coisas em mim, né? - falou botando água no coiso.
- não, eu gosto de tacar coisas em você!
- poxa! Hey, - o encarei – e o emprego? Como foi hoje na loja?
- não foi tão ruim! – mentira, foi péssimo. Eu tive que atender a mesma mulher o dia inteiro porque a tia não achava a roupa ideal pro primeiro encontro e blá blá blá...
- uhum, sei!
- to falando a verdade!
- vou fingir que acredito!
- ok, então finja! – Niall pegou a escumadeira e tentou jogar agua em mim, mas antes que pudesse me atingir a água vazou pelos buracos. Tive uma crise de riso, certo? – Niall sua anta, tem um monte de buraquinhos ai! – então deu eu rindo feito uma louca com minha risada escandalosa e o Niall rindo dela.
- vem cá! - o loiro me puxou pela cintura e me abraçou. - Eu te amo, Juuh!
- eu também, Niall! - e assim ele juntou nossos lábios.



Heyyyy sexy ladys!
Tudo bem com vcs?
Desculpem não ter feito as notas finais no
outro cap, é que a Juuh me ajudou a escrever (TANKS JUUUH) e
eu pedi pra ela publicar pra minha pessoa!
Espero que tenham gostado!
MUIIIIIITO OBRIGADA PELOS COMENTÁRIOS!
E continuo com 4 coments!
VCS VIRÃO O TRAILER DO 1D3D??
~eu vomitei glitter~
Bem, só isso mesmo...
Malikisses & Paynekisses
Lo <3

5 comentários:

  1. Perfeito , apenas esperando a Elo e o Liam ficarem juntos.....

    ResponderExcluir
  2. Nosssssssa eu amei o trailer do 1D3D, não vejo a hora de estar nos cinemas, para todas Directioner, assistir. E chorar, um oceano, de tantas lágrimas.. Continua..
    Horankisses & Malikisses ;*

    ResponderExcluir
  3. Amei ! Continuaaaaaa! Ta desculpada... kkkkkkkkkkk O trailer ficou divo!!!

    ResponderExcluir
  4. continuaaaaaaaa!! to amando mais ficava melhor se vcs colocassem o nome da pessoa q ta falando antes da fala pra identificar a pessoa melhor só pra ajudar!!!

    ResponderExcluir
  5. AI MEU CORAÇÃO MAIS ME AMOR NÃO TEM PROBLEMAS NÃO, NÃO E AGORA VAI SOBRAR ENTAOOOOO UM PEDACIM PRA CADA ESQUEMA, SÓ UM PEDACIM

    ResponderExcluir