6/11/2013

Just Like a Dream Cap 59- “como não ter medo de cachorros que parecem dinossauros treinados a matar a qualquer custo”


Elo’s POV.

Os gritos das fãs lá fora eram cada vez mais altos. Sim, fãs. Mas não directioners como você deve estar pensando, e sim galaxys defenders (é assim?). O tempo passou rápido para o show, e cá estávamos nós, esperando para um show do McFly. Garanto a vocês que não fiquei tão animada como o dia que conheci os meninos, mas vai ser divertido. Os McGuys são uns fofos lindos e talentoso.
O segurança, um homem alto e forte, nos levou até uma pequena sala com porta branca e detalhada com desenhos de madeira. Os meninos se jogaram no grande sofá azul aveludado, localizado no centro com uma poltrona combinando ao seu lado esquerdo. Niall correu para uma mesinha com alguns doces ou salgados, não sei.
- Wow, tudo isso pra gente? – perguntei, me sentando ao lado de Liam.
- Pois é, viemos só curtir um show, sabe? – comentou Juuh.
Na verdade nem tanto. Nós até que sim, já os meninos. Uns dias atrás Simon ligou para eles oferecendo uma proposta de parceria com o McFly. Eles adoraram a ideia, assim como Juuh e Eleanor que surtaram, e então vamos ver o show e depois os nove irão conversar sobre a parceria, se querem fazer isso mesmo e essa coisa de gente famosa.
Depois de longas conversas e risadas, o show tinha começado. Iriamos assistir por uma grande televisão na sala até tudo acabar. Awn, eles são mesmo muito fofos *-*. 
- Eu to com sede! – comentei, levando todos os olhares até mim.
- Cof cof foda-se cof cof – fuzilei Juuh, que sorriu feito anjo.
- Se quer água vai ter que pegar no corredor. O Louis já tomou tudo. – disse Niall. Encarei Louis revoltada.
- O que foi? Água mineral faz bem pra pele! – virei meus olhos e me levantei.
- Juuuuuuuuuuuh. Vem pegar água comigo! – miei. Ela fez bico.
- Ah, não Eloo! O corredor é aqui do lado. – fiz aquela cara do gato de botas. – Eu vou perder o show.
- Por favor. Vaaaaaai. – ela virou os olhos.
- Ok. Ok. De qualquer forma eu também estou com cede. – sorri abertamente e a puxei.
Saímos felizes pela porta, a fechando com cuidado. Andamos um trezentos quilômetros, depois viramos e andamos mais trezentos, isso que o Niall disse que era do outro lado do corredor. Valeu Niall [N/Niall: disponha]. Finalmente achamos o bebedouro – Podia ter uma loja só de vender água aqui né? Renderia bem mais do que ficar sete anos esperando aquelas miseras gotas acabar com sua sede – Bebi minha água e quando Juuh bebia a dela um cara enorme, de dois metros de altura (sem zoera) apareceu na nossa frente.
- Quem são vocês mocinhas?
- Eu sou Elo, e ela é a Juuh, prazer, nós... – Juuh me deu um tapa e o cara nos olhou bravo. Ué, ele não perguntou quem eu era?
- Cadê os crachás?
- Crachás? – repeti pra mim mesma, lembrando automaticamente de um cartãozinho que Liam me entregou na entrada após repetir: “não perca isso! Se te virem sem essa permissão, você pode chegar até ser presa. Não.Perca.Ok.?.” Eu acho que eu perdi. É perdi. E confirmei minha resposta assim que tateei os bolsos da minha calça, blusa, até procurei no sutiã. Foi então que rezei mentalmente pra que Juuh fosse mais responsável e não tivesse perdido o dela.
- Vou repetir! Onde estão os crachás? – disse num tom mais bravo. Não vai acabar bem.
- Bem, - olhei pra Juuh com esperanças, que se foram assim que vi seu nervosismo. Por isso que duas meninas desorganizadas não podem andar juntas. Olha como acaba. – Sabe como é... Né? – Juuh fez o melhor sorriso colgate pra hora.
- Pelo amor de Deus, não nos prenda! – falei. – Estamos com os meninos do One Direction e viemos apenas pegar água e... – o cara começou a rir feito louco.
- One Direction? Quer mesmo que eu acredite que estão com aqueles rapazes?
- Er... Sim! – disse Juuh. – Nunca nos viu em alguma revista ou sei lá?
- Em modéstia parte, eu saí muito linda na capa da Teens Pop. Aquela que eu e o Liam estamos na rua de mão dada...
- Mão dada? – mais risadas. – E quem vocês acham que são? Namoradas deles?
- Bem, na verdade é isso mesmo. – e maaaaais risada. Qual o problema desse cara?
- Se quiser podemos ir lá chama-los e provar pro senhor. – dei um passo à frente, disposta a andar tudo aquilo para mostrar pro segurança, no entanto, o tio me puxou para o mesmo canto que antes.
- Eu não posso permiti-las a entrar no camarim dos directions!
- Mas.nós.estamos.com.eles. – comentou Juuh pausadamente, sinal de que já estava ficando nervosa. – Nós podemos provar, é só nos deixar chama-los e pronto.
- E eu ser demitido por deixar fãs loucas os atacarem. Desculpe, mas vou ter que pedir que me acompanhe.
- Não. – foi minha vez de lhe dar uma tapa. – Ela veio buscar água – apontou pra minha cara – e iriamos voltar sem escândalo se você não aparece e barrasse nossa linda passagem, certo? Eu agradeço a todo o seu trabalho, mas eu só quero voltar para aquele delicioso sofá de veludo e esperar para conhecer o McFly sem um homem de preto ficar se achando o Will Smith. Então eu não sou obrigada a seguir um estranho injustamente até ele provar que eu sou culpada. – disse bem calma. Olha, merece palmas, discurso digno de tribunal ~clap clap clap~.
- Tudo isso seria possível – sorriu irônico e se aproximou de nós duas – se vocês tivessem um crachá. - ¬¬  - Vou pedir mais uma vez que me acompanhe.
- E se nós nos recusarmos?
- Brutos! – ele gritou e um cachorro maior que o cara apareceu. Olha, eu posso estudar medicina veterinária, mas ainda não cheguei no capítulo: “como não ter medo de cachorros que parecem dinossauros treinados a matar a qualquer custo” quando chegar lá, eu aviso.
- Brutos bonitinho... – Juuh falou dando um passo para trás, e claro, eu a segui. Ta louca que eu vou ser morta por esse bicho sozinha.
- Simples, vocês me acompanham e ele não vai fazer nada.
- Acho bom nós irmos mesmo.
- Concordo! – e então o seguimos até outra sala menor.
Era toda branca com uma mezinha pequena no canto, onde se encontravam milhares de papéis, um telefone e um computador mais velho que minha bisavó. Do outro lado, tinha uma espécie de mini cela, que ocupada praticamente à sala inteira. Isso é mesmo sério?
- Entrem! – ordenou assim que abriu a porta.
Eu e Juuh entramos quase que em câmera lenta e ele fechou as grades com tudo atrás de nós. Oh, o que minha mãe pensaria de mim agora? [N/Juuh: não muita coisa. Cedo ou tarde ela sabia que esse dia iria chegar]. Agora estávamos presas, porém, não estamos sozinhas: junto a nós estavam quatro meninas: uma com a cara de louca psicopata, outra chorava no canto com o cabelo na cara, repetindo várias vezes “eu sou um fracasso”, “eu sou um fracasso”. Outra com uma blusa com a cara do Tom Flecher e outra que parecia o Bob de peruca... Espera, esse é o Bob de peruca.
- Hãm... Bob? – não fui única a perceber. Ele nos encarou e deu pulinhos de alegria.
- Oii meninas! Como estão?
- Isso é serio? – perguntei pro mesmo segurança, que agora estava sentado em sua mesa. – O Bob?
- Ele afirma que é irmão do Danny Jones... Até parece! – o homem tirou sarro enquanto comia uma rosquinha de chocolate. Por que os guardas sempre tem rosquinhas para comer? E quanto os prisioneiros, eles também sentem fome. – Ai, é cada uma. Hoje está um dia bem divertido: um louco de peruca acha que é da família Jones, duas loucas que subiram no palco e uma que tentou invadir o camarim antes do show e agora vocês, que acham que são as namoradas do One Direction. Nem McFly é. – e deu mais uma mordida na rosquinha.
- Mas nós somos droga. Qual a dificuldade? Pesquisa meu nome na Internet. Eloisa Sanitá Silva, põe ae pra você ver! – encostei minha testa entre duas grades as segurando com força.
- Há, não obrigada. Vocês vão ficar aí até meu ultimo horário.
- Nããão! Mas eu não vou conseguir conhecer o McFly!
- E eu vou perder o enterro da minha vó, poxa! – Juuh me encarou com uma cara “wtf?” e eu dei de ombros. – Ela morreu ontem, tadinha... Nós éramos tão próximas...
- É verdade. Nós éramos tão unidas. Nós três. – HÁ, agora quer usar minha desculpa né dona Juuh?
- Vocês são irmãs?
- Isso!/ Primas! – cada uma disse uma coisa. Pensando melhor, prima seria bem mais nossa cara.
- Nós somos primas! – corrigi.
- Tão próximas que nos consideramos irmãs... Quem nos unia era vovó, mas agora ela... se foi! – Juuh fez um drama. E eu abracei de lado.
- De onde vocês são mesmo?
- Brasil! – mais um tampa da Juuh. Ui, droga. Eu e minha mente burra. – Quer dizer, daqui de Londres mesmo! – forcei um sotaque, mas do que já tinha.
- Primas, que se consideram irmãs, uma ruiva e uma morena, namoradas do One Directions, brasileiras que morar em Londres que querem ir para o enterro da vó?

- História interessante, não? – Juuh forçou um sorriso e o cara voltou a comer sua rosquinha.  – Muito bem, Eloisa. Tenho certeza de que ele estava caindo.

Heeey.
Olááá minhoquinhas.
Tudo boooom?
Eu espero que tenham gostado
do capítulo :) ou não...sei lá eu.
Muuuuito obrigada pelos comentários e
eu não tive tempo para responder, nem pra
publicar eu teria. Sorte que eu tinha escrito domingo o
59 (esse) e o 60 (isso mesmo o 60 já está feito)
Mas de qualquer jeito eu li todos, obrigada flores da noite!
Vou dar recados rápidos (como sempre ¬¬)
A Luninha, autora de L2LA, está com alguns problemas e vai
demorar um pouco para postar novamente :(( #xatiada.
E a Juuh, para todas que continuam me perguntando,
ela está terminando de escrever um cap depois 
de ficar 3876567890 anos sem publicar e nos fazer
morrer de curiosidade, né Juuh?
Outra coisa, eu coloquei a url do blog
das minhas amigas errados kk é esse ó:
Acho, espero, que agora esteja certo :D kk
E por fim:
Sim, minhas minhoquinhas, eu irei 
fazer outra fic depois dessa, o problema é que 
não sei qual... Eu tenho 4 ideias na mente :P
Kkk pois é kk
Bem, mais isso depois veremos.
Só isso mesmo. Vou continuar com
7 coments ok?
Malikisses e Paynekisses
Lo <3

17 comentários:

  1. continua ta muito bom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. okeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeey
      tanksss *-----*

      Excluir
  2. kkkkkkkkkkk ri mt com esse capitulo continua

    ResponderExcluir
  3. cara,eu te amo!!vc eh mt perfeita,veei!continua esse imagice pf!eu estouuu amandoooooo....TU EH MT PERFECT VÉI....PARA DE SER PERFEITA(brinks)-Nicole Leal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isjfcdsoijsfojfdjnv lufei minhocas de tutu aqui kra.
      Continuooo sim viu?
      mvfojbgvpi ai que linda vc veio.
      Pode deixar, vou tentar não ser mais perfeita ~joga cabelo na cara dos recalcados.
      Bjsss Ni.

      Excluir
  4. amo,simplismente amo seus imagines

    ResponderExcluir
  5. CONTINUAA, PLEASE, TA MT BOOM! *----------*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OKEEEEEEEEEEEEEEEEEEEY.
      kdsmfcdksm awwn <3

      Excluir
  6. Continua Lo \õ Ficou perfect como sempre u.u
    Eba ! Mais uma fic diva hehe'*o* O blog da sua amiga agr esta certo \o/ e ele é muito bom >.<
    Você podia tentar juntar as 4 ideias,vai que fica bom ? kkk'
    Contiunaa Elo (:
    XxJuh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yeeeep. Awwn que bom *------*
      Haha é, né? Que bom que vc achou, ela vai ficar muito feliz em saber.
      Nãooo ia dar certo. A Juuh deu a mesma ideia kk, mas não daria pra juntar :(
      Yeeep.
      Bjsss.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir