1/23/2013

Love Story Cap 51- Eu te amo, droga!





Harry’s POV

Liam: calma, Harry!
Harry: CALMA?? CALMA? VOCÊ QUER QUE EU TENHA CALMA?
Liam: é!
Harry: EU NÃO CONSIGO!
Louis: PARA DE GRITAR?
Harry: NÃO DA! PARA VOCÊ!
Louis: EU PARO SE VOCÊ PARAR!
Harry: TA!
Louis: TA!
Zayn: deu né? – respirei fundo.
Harry: ela ta lá dentro!
Niall: gente? – veio correndo. – Trouxeram 3 velhinhos, incluindo a Flack, de dentro do prédio! – Louis riu alto.
Harry: e a Agy?
Niall: não encontram mais ninguém!
Harry: MAS ONDE QUE ESSA MENINA ESTÁ?
Liam: CALMA, HARRY!
Zayn: liga no celular dela! Eu ligo na casa! – pegou o celular e eu peguei o meu.
Disquei o número e coloquei o telefone na orelha esperando escutar a linda voz da Angel. Piiii Piiii Piiii Piiii Piiii Piiii Piiii Piiii Piiii Piiii POR QUE SÓ CHAMA?...
Desliguei o celular. A Angel atende sempre no terceiro toque.
Zayn: nada!
Harry: nada também!!
Louis: isso não muito legal.
Olhei em volta e sai correndo até um bombeiro, os meninos vieram atrás. O homem falava no telefone e Simon estava do seu lado de braços cruzados, com a face preocupada.
Harry: Simon! – me encarou. – Eles não vão apagar o fogo?
Simon: não podem! – COMO ASSIM NÃO PODEM?
Harry: QUE EU SAIBA OS BOMBEIROS VEM PRA APAGAR O FOGO, NÃO PRA COMER BISCOITOS! – apontei pra uma rodinha de um monte deles comendo míseros biscoitos.
Niall: u.u biscoitos! – foi pra rodinha.
Liam: por que não podem? – perguntou calmo. COMO ELE PODE ESTAR CALMO EM UMA HORA DESSAS?
Simon: em cima do salão tem um estúdio, e se jogarem água pode dar um curto e explodir. E como não temos certeza que a Angel não está lá, não podemos arriscar. – pelo menos alguém se preocupa.
Harry: eles não vão procurá-la?
Simon: o fogo está extremamente alto, Harry! São sabemos se ela está realmente viva.
Não, ela não pode morrer. Não pode estar morta. Não pode. Não. Meu anjo não pode estar morto.
Zayn: nem sabemos se ela está lá! - Zayn engoliu a seco após dizer as palavras pausadamente.
Harry: é claro que ela está, Zayn!
Bombeiro: Simon, eu falei com o meu chefe e ele disse que se esperarmos o fogo subir mais, provavelmente não irá dar curto quando jogarmos água, o fogo já destruiria tudo. – Simon concordou.
Harry: ELA VAI MORRER SIMON! – ele me olhou de um jeito, como se falasse “não sei o que faço”.
Eu não posso perder a Angel. Não pra sempre.
Encarei o prédio, depois encarei Niall com um monte de biscoitos na boca. Sem pensar duas vezes, corri em direção pra dentro do monumento.
Louis: HARRRIEEE! – ignorei.
Entrei com a cabeça escondida nos braços. Levantei meu corpo e encarei o salão. Era fogo para todo o lado, não tinha um canto que não estivesse em chamas. Isso não importa, não agora. Tenho que salvá-la!

Angel’s POV.

Eu realmente não quero morrer. Ninguém quer morrer aos 19 anos. Só de pensar como ficaria minha vó, meu pai, os meninos... Harry. Harry... Como eu queria que tudo isso fosse um sonho e eu acordasse agora, do seu lado, com um beijo, olhando em seus olhos, com ele cantando pra mim. Hunf. Nada é como sempre queremos. As vezes esse era para ser meu destino... Morrer jovem. Pelo menos, realizei meus sonhos, certo? Eu sou famosa, eu beijei alguém... Alguém que realmente amava... Amo.
Agy: mas que droga! - já estava caída, com medo, com calor, machucada. O que mais vem por vir??
Já sabendo minha resposta, fechei meus olhos amenizando as lágrimas. Porém, dentre o preto que eu via, apareceu um borrão branco, uma pessoa.
“Vai filha, você consegue!” – oi? – “Vamos levanta” – mãe?? É você... – “Você não vai morrer! Levanta”
Foi como se todo o ar que eu precisasse, aparecesse. Foi como se alguém tivesse me dado esse ar... Minha mãe.
“Angel!! Angel!! Angel!” – ela gritava.
Abri meus olhos e em vez de ver o borrão, os olhos verdes do Harry me fizeram sorrir.
Harry: Angel! Angel!! – suspirou. – Graças a Deus!! – me levantou com uma mão e me abraçou. – Você está viva!
Agy: estou... – minha voz saiu fraca e um tanto brincalhona.
Harry: vem! Vamos sair daqui. – me pôs de pé.
Agy: como? – me apoiei em seu ombro. Qualquer coisa para me fazer sair dali.
Harry: vamos!! – Harry deu um paço a frente, e quando fui dar eu quase voei pro chão. Meu tornozelo. – O que foi?
Agy: meu pé! – virei o mesmo deixando a mostra a queimadura que ardia como nunca.
Harry: ah meu Deus!! – colocou meu braço em seu ombro novamente e fomos juntos procurar uma saída.
Já estávamos rondando por minutos e nada. Eu estava ficando com dificuldade de respirar de novo e eu não era a única. Harry estava gastando mais energias, se carregando, e praticamente, me carregando junto. Ele estava muito pior que eu.
De novo aquele barulho. Eu já sabia o que iria acontecer, então, sem perder tempo de olhar pra cima, eu o empurrei com tudo e me joguei do seu lado, observando logo em seguida, uma madeira caindo no chão.
Agy: Harry! – me virei pra ele que ainda estava caído. – Ta tudo bem? – ele respirou alto e depois tossiu um pouco. – Harry? – ele me encarou e tossiu novamente.
Harry: vai... embora, Angel! Cof cof... – Pronto. Eu comecei a chorar feito uma desalmada já imaginado o pior.
Angel: não! Eu não vou sem você! - comecei a soluçar.
Harry: vai logo! Cof cof – eu já estava desesperada.
Agy: não. NÃO! VAMOS! Você consegue... - me ajoelhei do seu lado.
Harry colocou a mão em minha bochecha, limpando uma lágrima. Deu um ultimo sorriso e disse entre a tosse:
Harry: eu... Eu te amo. – seu olhos se fecharam e o movimento de sua barriga estava tão pequeno, que parecia que ele... não respirava. Não!
Agy: NÃO HARRY!!! – ele... – Não me deixa!! – olhei para sua cara pálida e o desespero tomou mais conta do meu ser. - NÃO! POR FAVOR! FALA COMIGO, HARRY! NÃO ME DEIXA! HARRY! Eu te amo, droga! - enfiei a mão na cara e comecei a chorar descontroladamente. Olhei para cima e gritei. Simplesmente gritei. Um grito de desespero. - Por que comigo? O QUE EU FIZ DE ERRADO? - limpei meu nariz bruscamente e tive uma crise forte de tosse.
Mais uma vez o encarei. Aquele rosto pálido e sem expressão... Me deixaram pior. Contudo, lembrei-me de um filme que vi uma vez.
Limpei minhas lágrimas (o que não adiantou nada, elas continuaram caindo) e levei minha mão até suas bochechas, as apertando e fazendo sua boca se abrir um pouco. Peguei todo o ar possível e levei minha boca até a do Harry, soltando o ar em seguida. Fiquei fazendo isso várias vezes até, realmente, não aguentar mais.
Já quase caindo, deitei minha cabeça em seu peito, e a última coisa que vi foi a barriga de Harry subir e descer novamente. Sorri, e assim apaguei.


In real life, I'm waking up alone

And it's one more night
You didn't make it home
And one more time you won't pick up the phone

In Real Life ~ Demi Lovato.


Heyy
Tudo boom?
Taaaa ia
Bem, eu li as ideias (todas ótimas) e pensei em algumas
coisas, mas continuem dando!
Mas eu ri mto com essa:

kkkkk sério, eu tive uma crise de riso Juliana!
Continuo, amanha (ou hoje) com 4 coments!!
Malikisses & Paynekisses

12 comentários:

  1. HOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOJEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE ;-;

    ResponderExcluir
  2. OMG!!!!! CONTINUAAA!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Continua HOJE!!!!! Pf Pf Pf Pf Pf Pf Pf Pf!!!!'

    ResponderExcluir
  4. Hojeeeee!!!! Pelo amor de deus!!!!! Ela n pode morrer!!!!!

    ResponderExcluir
  5. continua hoje pf !!!!!

    ResponderExcluir
  6. posta logoo , ta perfeito :*

    ResponderExcluir
  7. a angel nao pode morrer!!! posta hoje!!!

    ResponderExcluir
  8. DIVO !! MATA A PUTA DA FLAK MESMO !! TA DIVO CONTINUA

    ResponderExcluir
  9. Hojeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!!!! Tá divino... continua logoooo! xoxo

    ResponderExcluir
  10. Continua logo *.*
    Tá ótimo c:
    Beijo da Han

    ResponderExcluir
  11. Posta se não eu morro,chorei mtu,ta perfeito.
    Jo xx

    ResponderExcluir