8/02/2013

Dude Cap 34- Completamente, verdadeiramente e perdidamente!






[N/A: oiie, coloquem essa música (3000 Miles - Emblem3) pra carregar 
eu aviso quando for para colocar *--*]




- Oiiie gente! – saltitei até a cozinha, com um grande sorriso no rosto, encontrando Louis e Niall com dois aventais de cozinha – O que estão fazendo? – perguntei e fui para o lado deles, encarando a bacia cheia de alguma gororoba. Torci o nariz.
- Um bolo! – Louis respondeu dando de ombros.
- E... Por quê? – perguntei, já que ninguém tinha me dado a resposta de estarem fazendo um bolo às seis da tarde.
- Porque nós queremos bolo. – disse Niall, sem tirar sua atenção do livro de receitas – Certo, Louis. Agora põe três ovos! – Louis assentiu e pegou três ovos da mesa, tacando-os simplesmente na travessa. Pegou uma colher e começou a bater nos pobres ovos até faze-los quebrar. Ou seja, ele colocou ovo moído, com casaca e tudo no “bolo”.
- Ah, Louis! – resmunguei e virei os olhos – Não é assim que acrescenta os ovos! Você têm que quebra-los e usar só a gema. – fui até a pia rindo e peguei um pouco d’água – Por que não chamam o Harry? Que eu saiba ele sabe cozinhar... Ou pelo menos fazer um bolo.
- Poxa... E eu pensando que nosso bolo ia ficar mó bonito! – miou Niall – Mas... Fazer o quê, né? Perdi a vontade de bolo, podemos fazer uma torta? – Louis deixou o queixo cair, revoltado, lançando um olhar mortal para Niall.
- Eu não acredito nisso, Niall! Você é um babaca, sabia? – lhe deu um tapa na cabeça – Ei, espera! – ele olhou pra mim – Você tá toda arrumada para quê? To sentindo o perfume daqui.
- Ah meu Deus! Eu estou muito fedida?
- Não. É um cheiro bom. – disse indiferente – Vai sair? – concordei.
- Com o Zayn! – sorri sozinha, feito uma louca abobada.
Nós saímos praticamente a semana inteira. Já tinha virado rotina: eu ia pra aula, ignorava ele o máximo possível como Derek, aguentava Olivia e seu chiclete nojento na aula, corria para o treino, depois ia para o outro treino com Harry e depois ia pra casa dos meninos, tomar banho e poder sair.
- ACHEI! – berrou Niall, do nada – A receita de torta! – fez cara de criança que acabou de ganhar um doce e Louis lhe deu outro tapa na cabeça, mas agora com a colher que segurava.
Segundos depois, Liam entrou na cozinha.
- AAAAAAAH! COLHER! – deu um gritinho agudo, que na minha opinião, foi bem afetado – OMG! LOUIS WILLIAN TOMLINSON, GUARDE ISSO A.G.O.R.A. – digamos que ficou em uma certa distância de Louis e sua colher do mal.
- Cara estranho... Eu hein. – Tomlinson jogou a colher na pia.
- Alguém sabe do Harry? – perguntei, ignorando o ataque bicha de Liam – Eu não vejo ele desde o treino de ontem...
- Ele foi buscar as coisas no quarto! – assenti nem tão surpresa.
Eu já esperava algo como isso, Harry querer mudar de quarto. Por quê? Lembram do Logan? Claro que lembram! Então, conseguem lembrar, também que ele é companheiro de quarto do Harry, ou seja, todos já imaginavam que Styles sairia de lá. A briga era a única notícia hoje, nas aulas.
Um sozinho abafado e conhecido veio de fora da casa e eu me despedi dos meninos, entrando alegre na sala, vazia. Peguei minha blusa e saí pela porta, ouvido a mesma se fechar atrás de mim. E lá estava Zayn. Em sua moto. Com aquela jaqueta de couro que o deixava mais lindo, com um ar sexy e misterioso. Suas calças jeans caídas e seu topete amaçado pela touca me faziam chegar a perder o ar. E tudo isso me irritava um pouco! Ele sempre tão lindo, arrumado, cheiroso e eu sempre desse jeito... Feia, estranha e... Não. Fedida eu não sou.
- Oi, Zayn! – lembrei que não poderia encara-lo para sempre, infelizmente.
- Heey, Sophi! – caminhei com um sorriso tímido até ele.
- Vejo que vamos usar a velha moto de volta. – comentei, como se a moto fizesse parte da minha vida por um longo tempo.
- Não vivo sem minha baby! – se referiu à moto e eu revirei os olhos, soltando uma risada.
Zayn riu um pouco junto enquanto descia da sua “baby”.
- Um dia eu ainda jogo essa moto no lixão! – disse pensativa – Iria ser bem legal, não acha? Você troca-la por uma Ferrari! – ele colocou as mãos no bolso e chegou mais perto de mim.
- Não.Toque.Na.Minha.Moto. – falou pausadamente, levando o dedo indicador para a minha cara.
- Abaixa esse dedo! – desviei sua mão – Sabia que quando apontamos para uma pessoa, estamos apontando quatro para a gente, Malik? – entrelacei meus braços em seu pescoço.
- Adoro o jeito que você fala meu sobrenome! – respondeu mais baixo, e eu corei ferozmente. Quando você vai entender que não pode me dar cantadas, Zayn? – Adoro o jeito que você cora quando eu falo que adoro você falando meu sobrenome! – ri alto, tecnicamente para camuflar meu nervosismo, jogando minha cabeça para trás – E bem...
- Zayn, não diga que adora minha risada! Se disser, eu vou chutar tua moto! – ele fechou a cara.
- Nem elogio posso mais dar? Que tipo de garota é você? – perguntou brincalhão, passando suas mãos pela minha cintura.
- Te garanto que não como as outras. – respondi sincera. Me digam! Que menina se veste de homem para jogar futebol?
- E é isso que me faz gostar mais de você. – certo, acabei de atingir o estado pimenta super vermelha.
Abri um sorriso fraco e olhei para aqueles olhos castanhos esverdeados, perdendo todo meu fôlego. Como eu queria saber o que se passava naquela cabeça.
Zayn se aproximou e me deu um beijo, que foi se aprofundando a cada minuto. Meu coração batia cada vez mais rápido e como sempre, minhas mãos gelavam e tinha a impressão que eu poderia cair a qualquer segundo. Qualquer um.
Partimos o beijo e eu continuei de olhos fechados, processando tudo a minha volta. O beijo desse garoto ainda me enlouquece.
- Eu não estou encharcado de água dessa vez – Zayn murmurou e eu abri meus olhos, rindo abobada.
- É... – mordi meu lábio inferior ainda rindo, para não agarra-lo mais uma vez – É bom nos irmos, certo?
- Certo! – Zayn concordou com um sorriso no canto dos lábios, e não consegui resistir. Dei um selinho rápido nele, me soltando da sua cintura logo depois.
- Eu posso dirigir? – perguntei sentando na moto.
- Dirigir? Sophi, você já tem medo de andar de carona, imagina se pilotasse a moto? – ele riu – E além do mais, eu não quero morrer hoje, obrigado! – mostrei a língua e me arrumei mais para trás para que Zayn pudesse sentar.
E lá fomos nós pela rua de Londres. Dessa vez o não foi o medo que me fez abraça-lo, na verdade, nem tanto medo tinha mais assim. O cheiro do coro com seu perfume adocicado me faziam suspirar, dando-me mais vontade de afundar meu rosto no vão do seu pescoço, mas os capacetes tornavam esse ato um pouco impossível.
Zayn passou por milhares de ruas, virando para todas as direções e eu estava cada vez mais curiosa para saber par onde eu iria. Quando finalmente paramos, eu pude pular da moto e tentar descobrir onde estávamos.
- Calma mocinha! Aqui é apenas a vaga que eu achei! – disse brincalhão e eu ri da minha própria ansiedade.
Malik colocou a moto de pé e deixou as capacetes bem amarrados em cima. Eu falei que as pessoas poderiam roubar, mas ele cismou que nada iria acontecer e blá blá blá. Enfim, Zayn segurou minha mão e até agora não sei como ele não soltou de tão fria que ela estava (culpa dele).
A rua era bem movimentada, cheia de luzes e eu reconhecia ela, só não conseguia me lembrar. Zayn me mandou fechar os olhos e depois de eu tentar me opor de um jeito inútil, eu fechei. E lógico, como as pessoas não confiam em mim, ele tirou uma gravata do bolso e amarrou na minha cara.
- Tá vendo alguma coisa?
- Não, né?! – respondi irritada e ele riu. Não é para rir.
- Ótimo! – falou e em deu um selinho rápido.
- Espera, o que tá acontecendo? – perguntei confusa, assim que senti meu braço ser puxado.
- Eu estou te levando pra sair, ué.
- Haha... – ri irônica.
- Vem logo e cuidado para não cair no caminho! – disse risonho e eu não pude deixar de rir junto.
Depois de Zayn me mandar desviar milhares de coisas e eu subir trezentas escadas de algum lugar – barulhento pra caramba, devo acrescentar – a criatura finalmente parou de me puxar e eu fiquei parada com cara de cobra cega.
- Zayn? – comecei a balançar minhas mãos no alto, feito uma barata, a procura do meu acompanhante.
Senti mãos segurarem meu pulso, abaixando meus braços. Elas sumiram. Três segundos depois apareceram na minha bochecha, e sem que eu tivesse tempo para perguntar algo, outros lábios pressionaram os meus. Um choque elétrico passou pelo meu corpo, talvez pelo fato de que eu não estava preparada. As mãos deslizaram para o meu cabelo e a facha acabou cedendo meu rosto, mas nessa altura não fazia diferença, meus olhos se mantinham fechados.
Esse beijo estava sendo diferente. Era calmo e delicado. Nossos lábios se moviam em perfeita sincronia e um calor subia pela minha barriga, passando pelos meus pulmões e subindo a garganta. Mas como todos dizem “o que é bom dura pouco”, o ar foi faltando e tivemos que parar aquele beijo tão perfeito.
- Meu Deus... – Zayn sussurrou, encostando sua testa na minha. Eu apenas sorri, selando seus lábios.
Olhei para o lado, me distraindo um segundo. Girei a cabeça por toda a extensão do lugar, vendo cada parte da construção e assim que descobri onde estávamos, minha boca se escancarou e meus olhos quase pularam para fora do rosto.
- Estamos dentro do Big Ban... – murmurei para mim mesma, afirmando, mas ao mesmo tempo questionando (isso é possível).
- Estamos... – ele cochichou de volta, vindo por trás me abraçando.
Bem a minha frente estava o relógio. Mas não o relógio por fora, lógico, como disse estávamos dentro do enorme monumento. Eu via suas engrenagens girando e todos aqueles mecanismos que faziam ele funcionar, os desenhos dos vitrais na frente e até via um pouco das luzes mais para longe (graças a pouca transparência do vidro)... E por mais que você pense que isso seja estranho, não era. Era impressionante (e irei chutar que também ilegal).
- Eu estava pensando e a maioria dos casais ficam lá embaixo apreciando tudo... Eu pensei que ia ser legal trazer você aqui pra dentro!
- Isso é incrível! – disse ainda chocada – Eu adorei! Imagine, quando me perguntarem se eu já vim ao Big Ban, eu irei dizer “sim, já estive dentro dele!”! – disse rindo e Zayn me deu um peteleco no ombro – Mas não deixa de ser a coisa mais legal que eu já vi! – respondi com um sorrisinho e anjo.
- Mesmo? Então tenho que te mostrar isso... – e mais surpresas – Vem!

[N/A: coloquem a música agora >.<]

Segui ele até as escadas, subindo mais dois lances. Zayn arrombou uma das portas (meu encontro está sendo totalmente ilegal), que davam para uma espécie de terraço corredor, dando a linda visão de toda a Londres. Esqueçam! Essa sim é a coisa mais linda que eu já vi em toda a minha vida.
Olhei para Zayn maravilhada.
- É lindo, não é? – falei, encostando meus braços na pequena mureta.
- É... – sua voz saiu baixa, e pelo canto do olho reparei que ele me encarava encantadoramente – Como você... –  falou mais firme e dessa vez eu não corei. Não podia corar. Se eu corasse agora, eu estragaria tudo.
Zayn virou de frente para mim, puxando minhas mãos delicadamente. Ele me girou de vagar e depois juntou nossos corpos. O simples contato de sua pele quente fez minha nuca arrepiar. Esticou seu pescoço e começou a cantarolar no meu ouvido, enquanto movia nossos corpos para os lados.
- Zayn... O que está fazendo? – perguntei com a voz falha.
- Dançando. – ele respondeu calmo e continuou a música.
Zayn depositou um beijo quente em meu pescoço e eu fechei os olhos, me arrepiando. Era isso mesmo o que estava acontecendo: estávamos abraçados, dançando no alto do Big Ban, com Zayn cantarolando uma música simples, mas com a voz de um anjo, uma voz que parecia que podia me derreter a cada nota.
Meu coração acelerou outra vez e eu me perdi em pensamentos profundos. Sobre ele, claro. O que esse garoto fazia comigo? Ele conseguia tirar minha atenção da vista linda a minha frente. Ele conseguia fazer meu coração bater muito mais do que 120 vezes por minuto, mas também podia fazê-lo parar em um estalo de dedos. Ele conseguia me fazer dançar sem uma música. Quando eu olhava em seus olhos, indecifráveis e misteriosos, eu me sentia completamente sem ação... E quando ele me beijava... Ah, seu beijo! Seu beijo fazia com que o mundo todo em minha volta parasse e sobrassem apenas nós dois. Mais ninguém.

“Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração para de funcionar
por alguns segundos, preste atenção. Pode ser a pessoa mais importante da
sua vida.
Se os olhares se cruzarem e neste momento houver o mesmo brilho intenso
entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o
dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante e os olhos
encherem d'água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.
Se o primeiro e o último pensamento do dia for essa pessoa, se a vontade de
ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um
presente divino: o amor. [...]”
Carlos Drummond - Amor


Não podia negar mais a ninguém. Eu não podia mais negar a mim mesma.  Eu estava completamente, verdadeiramente e perdidamente apaixonada por Zayn Malik.



Oieeeeeeeee amores minhocais!
Como vocês estãooo?
Eu to bem, obrigada!
Eu espero que vocês tenham gostado do
cap fofo *-*.... Ou não e eu
estou viciada nessa música do E3
(Keaton vida *-*)
e como eu escrevi escutando ela, e ela
me deu inspiraçãoooo achei legal... e eu nem sei
se ela tocou tudo até o final do cap... acho que não
... Masok.
Muuuuuuito obrigada pelos comentários
e eu vou continuar com 9!
Eu não tenho muito o que
dizer............
Como vai a vida de vocês?
Vai bem?
Legal... Qual seu filme favorito?
SÉRIO?
O meu é Jogos Vorazes *-*
ooou Tranformes 3... Não sei, entre os dois.
~lê eu falando sozinha~
Só isso mesmo né? 
Malikisses & Paynekisses


11 comentários:

  1. Muito fofo! Continua!

    ResponderExcluir
  2. OMG PERFEITO :D
    CONTINUA :D
    Bom...eu vou bem apesar de ter discutido com meu pai ,tá de boa hahahahaha
    Enfim...por favor continua :D

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. ficou simplesmente e adoravelmente fofo em outras palavras perfeito =)

    ResponderExcluir
  5. m-e-u d-e-u-s! ~le pequeno ataque
    que coisa mais perfeita! Ainda mais com essa música! Viajei legal agora hahahah
    (Pra voce ter ideia li tudo em 1 dia kkk, sim to apaixonada na história)

    ResponderExcluir
  6. Muito perfeito esse cap, achei a coisa mais fofa do mundo, do estou com um pequeno recentimento que quando o Zayn descobrir sobre o Derek ele nao vai gostar...

    ResponderExcluir
  7. Hey Elo ! Cara que cap fofo *---* e per-fect,ficou mto perfeito \õ/ Acho que eu vomitei arco iris agora *o*
    Lo,sério...como vc consegue ser tão diva ? *--* haha'
    E essa música,o ritmo,fez e situação,a cena ficar linda ><
    E bom,eu estou bem !
    Espero que você continue \õ/ Yeey
    Beijoos (:
    XxJuh

    ResponderExcluir
  8. adorei a ideia da música, continua mulier!

    ResponderExcluir
  9. gritinhos!
    quero +++++++
    ta mtmtmtmtmt perfeito sua fic!
    nao para!

    ResponderExcluir
  10. Deixa eu dar uma pirada aqui antes de falar sobre o capitulo: ta loco cara, meu deus mano, pelo amor de deus criatura QUE FOFO ESSE LAYOUT pqp vai te catar que fofura é essa? pelo amor de deus vai ser fofo assim no céu QUE FOFO CARA MEU DEUS MANO PELO AMOR DE DEU CRIATURAAAAAAAA
    masok
    sobre o capitulo: Até me emocionei aqui pô
    Emblem3 eu adoro eles mas só ouvi uma musica deles por enquanto kkkkk -ai, ai -
    Meu filme favorito é Gente Grande ou A escolha perfeita ou Os vingadores ou a vai saber tem tantos, eu nunca assisti Jogos Vorazes :( mas sempre quis :)
    TA MUITO FOFO ESSE NEGÓCIO -no bom sentido- MANO -desculpa não me controlei-
    Continuaaaaa Lo
    CARAI MANO SÉRIO VAI SER FOFO ASSIM NO CÉU PÔ, QUE FOFO ESSE NEGÓCIO, ALGUÉM ME TRAGA UM COPO POR QUE ACHEI A FONTE DA FOFURA, A ARIANA VOMITO FOFURA NESSE NEGÓCIO #parei não parei não EU TO PIRANDO NA FOFURA AQUI #agora parei se não eu me bato
    Bom continuaaa Lozita de Jabuticaba
    Beijooos de carambola na chapa -tu já comeu isso? eu não mas é legal falar carambola-
    Ha é aqui é a Ana -to dividindo a conta com a Mabi-

    ResponderExcluir
  11. Meu Deus, nunca tinha ouvido essa música e ela de fundo ficou perfeita!!! To amando a fanfic, até chorei aqui agora, viciei na música e ja é a terceira vez que eu leio só esse capítul de tao perfeito...

    ResponderExcluir