9/27/2013

Feel The Love - Cap 6 - Encontros.

Ally POV's

Acordei com um barulho estranho,só depois de um tempo percebi que era a janela,que tinha deixado aberta noite passada.Levantei do sofá,e fui saltitando para a cozinha,estava cheia de fome.
Comi apenas um pedaço de bolo que os carinhas do hotel trazem,e um copo de suco.Fui tomar um banho e relaxar,a noite passada tinha sido tensa,e para piorar,um cara estranho ficou me encarando,ainda bem que eu vim embora logo,vai que ele é um estuprador em série ?
Depois do banho fiquei vendo TV e alguns filmes sobre como manusear sua câmera. Queria sair,mas não tinha dinheiro suficiente,apenas o que minha avó me manda todo mês,mas mesmo assim,sai.

(...)

Estava perto de uma praça que tinha perto do hotel,por aqui tinha várias lojinhas de roupa e varias coisas.Estava andando distraída quando sinto alguém esbarrar em mim.
- Olha por onde anda – uma menina gritou no meio da rua,enquanto saia de um taxi -
- Você que anda que nem uma gazela.
- Pelo menos eu...Ally ?
- Uma gazela telepata ? Oxi. - eu sussurrei para mim mesma,mas acho que ela ouviu.
- Não sua estranha,sou eu Gabs.
- A defensora de velhinhos ? - Arregalei os olhos.
- Isso - ela riu.
Ela chegou mais perto e me deu um abraço,depois fomos andando por ai.
- Então,o que faz aqui ? - perguntei e continuamos andando.
- Eu moro aqui - Gargalhou.
- Ah,jura ? - Bufei.
- Mas,aonde você tá morando ? Começou as aulas ? Tá precisando de ajuda ? - A cada pergunta ela parecia mais desesperada,o que me deu medo.
- Eu to morando em um Hotel aqui perto,minhas aulas ainda não começaram e eu queria ajuda para me livrar de uma gazela.
- Ok então,eu vou...Pera. - eu comecei a rir.Gente lerda.
Eu fiquei rindo que nem uma pata,enquanto ela me encarava indignada.Depois de um tempo,ficamos em um silencio constrangedor,o que me assustava um pouco,não em questão de eu a conhece-la a pouco tempo,mas em ficarmos nos encarando igual a alguma psicopata.
-To com fome – resmunguei quebrando o silencio,mas ela já não estava do meu lado.Olhei para os lados,a procurando.
-Olha.Aquela.Bolsa. – Ela falou,dando pulinhos de alegrias ao ver na vitrine de uma loja de um Shopping ali perto,uma bolsa que tinha acabado de ser lançada.
-Vamos ver ué. –
-Sério ? – Seus olhos brilhavam – Você quer mesmo entrar comigo nessa loja ?
-Claro ué ! Qual o problema ?

Minutos depois,meus pés já estavam doendo de tanto andar.Agora sei qual era o problema.Como ela conseguia andar tanto ? Enquanto eu tomava um Milk shaek e andava um pouco mais lento,tentando poupar meus pés,ela andava rapidamente a minha frente.
-Olha ! Olha ! Olha ! – ela apontou para uma loja de sapatos. – Vamos lá ?
-Eu acho melhor...- Era tarde demais.Ela já estava me puxando em direção a loja.
Nós já tínhamos dado umas três voltas pela mesma loja,como ela não cansa ? E eu estava ficando com fome de novo.A Gabs percebeu minha cara de tédio,e saiu de perto de mim por alguns minutos,mas nem me importei.Quando eu ia me senta em um banquinho perto de um pequeno jardim,ela me puxa,e coloca as mãos em meus olhos,me levando á algum lugar.
-Pronta ? – ela perguntou assim que paramos.
-O que ? Para que ?
-Para isso.


Ela esticou sua mão,e nela,eu vi a coisa mais linda que eu já tinha visto em toda minha vida,na mão dela,tinha uma câmera,simplesmente perfeita,e ao meu redor tinha várias,de todos os tipos,das mais antigas,as mais modernas.Meu sorriso,concerteza era maior que meu rosto,e o dela não era tão diferente assim.

-Gostou ?
-Sim,mas...
-É sua ! – Ela gargalhou,talvez pela cara que eu fiz.
-Não brinca ?
-Serio,todinha sua.
-Mas.Olha,eu posso te pagar,eu tenho dinheiro e...
-Nada disso,é um presente.
-Pelo que ?
-Por me acompanhar no shopping. Nenhuma das minha colegas do trabalho quer sair comigo pela minha obcessão de roupas,sapatos e ficar andando por ai.É serio,te garanto que não é só você que me acha estranha.

Eu comecei a rir,mas no mesmo instante,um barulho ecoou ao nosso redor,e eu automaticamente coloquei minha mão na boca,a tampando.
-Não me diga que isso foi sua barriga. – ela gargalhou.
-Andar cansa,e me dá fome. – Ela riu mais ainda.
-Tá,vamos !


(...)

-Você sabe aonde estamos ? – perguntei.
-Não.Mas,eu vi uma plaquinha,e dizia que tinha um lanchonete aqui por perto. – Ela disse,enquanto andava mais um pouco,procurando por ela.
-Tem certeza ? – olhei para os lados – Não tem nada por aqui.
-Ali ! – ela me puxou pelo braço,indo em direção á uma lanchonete movimentada.
Ela foi entrando,enquanto eu via as coisas que tinha e tentava fazer um pedido,mas por incrivel que pareça,estava bem cheio,e aquele lugar parecia um fim de mundo.Quando cheguei perto do balcão,escutei alguém me chamando,e ao olhar para tras,não acreditava que ela estava fazendo isso.
-ALLY ! ALLY – ela começou a gritar,chamando mais atenção.Eu peguei o menu que estava em cima do balcão e tampei meu rosto,enquanto as pessoas me olhava estranho,e eu apenas disse que não conhecia ela,e que ela era maluca,mas não adiantou nada,ela veio gritando e me puxou pelo braço.
- O que você está fazendo ? – perguntei enquanto ela subia em uma cadeira e tentava cheirar alguma coisa.
- Tá sentindo isso ?
- O que ? O cheiro da vergonha ? – falei em um tom desanimado enquanto ela me olhava indignada.
- Não,esse cheiro de...de... -
- De nada ! Desde quando uma pessoa cheira o ar ? Vem,desse dai.
- Nãoo! Eu conheço esse cheiro. – ela resmungou,ainda em cima da cadeira.
- Eu também,tem cheiro de hambúrguer misturado com suor.
- Não,tem cheiro de...eca ! – ela falou,e eu comecei a rir.
- Anda,vem !
- Não ! – ela bufou,batendo o pé na cadeira.
- Vem !
- Não !
- Gabriella Smith,desse dai ! Antes que tu cai.
- Não,eu vou ficar aqui e...-
Pois é,foi exatamente o que aconteceu,ela caiu no chão e ainda me levou junto.A sorte foi que tinha uma fila na nossa frente,e nós estávamos bem no fundo,mas parece que chamou a atenção de uma certa pessoa.
-Viu ? Eu..
-É,você avisou. – ela me encarou emburrada. – Mas tinha que ver sua cara. – Ela começou a rir do nada,deitando no chão,e se balançando para os lados.
-Cara,você é estranha. – eu comecei a rir junto.
-Vem,me ajuda a levantar.  – ela esticou seu braço.
-Eu não,tu tem braços e pernas,se vira. – ela ficou me olhando com cara de anta,enquanto eu a via no chão,e prendia o riso.
-Vem,anda !
-Não,me deixa. – eu comecei a gargalhar.
-Vocês precisam de ajuda ? - Um cara grandão de óculos escuros e terno preto nos perguntou.
-Não,estamos bem nós só...
-Ally,isso aqui é o que ? – Ela ficou sacudindo um coiso de Katchup – Acho que está entupido.Olha só ! – ela apontou o negocio para o cara grandão,e então,estorou,bem na cara dele.Ele olhou para nós,nervoso,e com a cara toda suja.A Gabs,imediatamente jogou o negocio no chão e fez uma careta.
-Então...temos que ir. – ela me puxou para fora da lanchonete. –
-Cara,você é louca. – eu gargalhava enquanto o cara corria atrás da gente.
-Ué,tenho culpa que o negocio estava entupido ? – ela bufou,enquanto viramos a esquina,ficando mais distante da lanchonete.
-Não,claro que não – ainda ria. – Olha,eu tenho que ir,além de estar longe do hotel,ainda to com fome. – ela riu.
-Foi mal,você nem comeu néh ?
-Não,por isso to indo,chegando no hotel eu como alguma coisa lá.
-Tá,mas se você quiser,eu posso ir contigo. –
-Não,eu to bem,alias...- meu telefone começou a tocar,ao desbloquear a tela,dizia numero desconhecido,mas de qualquer forma,tinha que atender.
-To indo pegar um táxi.Você vai ficar bem ? – ela gritou,já estávamos longe uma dá outra.
-Vou. – foi a única coisa que eu disse antes de atender o celular e subir no táxi.


(...)

         Niall POV’s


            Acordei com o ronco do Louis no meu ouvido,e as pernas de Zayn em cima de mim,sai daquela situação e fui para o banheiro.Resolvi ir tomar café em algum lugar distante,já que não tinha nada para comer,além das sobres de ontem.Peguei meu carro e sai.Hoje o tempo estava mais frio do que ontem,a caminho para a lanchonete falei com poucas fãs e dei poucos autógrafos.
        
           Quando terminei de comer,fui dar uma volta por ai.Hoje era domingo,certamente ninguém iria acorda tão cedo,não se passava de nove e meia da manhã.Estava andando perto de várias lojas sobre fotografia,então lembrei de quando eu era pequeno...


Flash Back On.


             “ Estávamos em casa, no quintal,ela tinha acabado de ganhar sua primeira câmera fotográfica,quase não a largava de jeito nenhum,fazia tudo com ela,exatamente tudo.Mal brincava.Aonde ia,levava a câmera junto a  ela.
 - Ei,eu existo ok ? – sentei em seu lado e bufei.Ela quase não me dava atenção.
- Desculpe Horan,mas o que você quer fazer ?
- Não sei Kenny,se você me der atenção,já vale – Eu sorri,ela odiava quando a chamamos por esse nome.
- Já disse Niall,meu nome não é esse e você sabe muito bem.Eu odeio que me chamem assim.Mas já que você quer brincar...então toma isso ! – ela pegou a mangueira que regava as plantas e começou a me tacar água.

- Não, isso não vale – Tentei me defender,mais foi em vão. - Irá ter revanche...- disse com tom ameaçador e peguei a mangueira dela.Agora,ela tentava se defender,mas acabou caindo no chão.
- Viu ?! Ninguém brinca com os poderes do Horan – Eu fiquei rindo de sua cara de gente morta -
- Espera Niall,pode esperar,o que é seu tá guardado. –
              Então nós ficamos a tarde inteira assim,brincando e brigando uns com os outros,então escureceu,nós entramos,tomamos banho e fomos jantar,mais como sempre,foi uma farra só.Quando terminamos fomos para o quintal,ela adorava ficar na rede e ver o céu iluminado.
- Eu não quero ir embora Niall – ela disse com a voz baixa –
- Mas você não vai,não se preocupe !
- Você promete ?
- Claro que sim,eu sou seu irmão não sou ? Pode confiar...- Na verdade eu não sabia direito o que ia acontecer,mas só queria que ela ficasse bem,e confiasse em mim.
              Dias depois,”aquilo” aconteceu...

Flash Back Off.

             Eu fiquei sorrindo, que nem um idiota no meio da rua.Lembrando de cada momento em que nós brincávamos e quando ela ficava irritada.Fui separado dos meus pensamentos,quando uma garota passou por mim,nos esbarrando.
 - Me desculpe,eu não prestei atenção...
- Ah,tudo bem,estava distraído. – ela sorriu em resposta e voltou a pegar sua coisas que cai no chão – Vem,deixe-me ajuda-la.Você quer pegar um táxi ? – Peguei sua bolsa que caiu –
- Não precisa se preocupar –
- Nem pensar,vamos ! – Fomos andando até um dos pontos de táxi,e enquanto não chegava ficamos conversando.Ficamos falando sobre coisa alheias e ela quase não perguntou sobre minha vida na banda,talvez não nos conhecesse,o que por um lado foi bom.Nós nos falamos como se fossemos velhos amigos.Ela disse que tinha chegado em Londres a pouco tempo,morava sozinha e iria fazer faculdade de fotografia.
- Você conversa com batatas ? – Eu gargalhei –
- Eu sei,sou estranha,mas poxa,a batata parecia gostosa,e eu estava pedindo desculpa por come-la –Eu ri mais ainda –
- Você é das minhas ! – ficamos em silencio um tempo,fiquei pensando em pergunta a ela sobre essas minhas lembranças de minha irmã,talvez ela possa me ajudar,ou então vou apenas tirar isso da minha cabeça e desabafar...
- Posso te pergunta uma coisa ? – Não sei se seria uma boi ideia se abrir com uma estranha.
- Claro! – Ela riu e pareceu se importa com que eu ia falar –
- Sabe...Se você conhecesse uma pessoa, e não a visse um bom tempo e quisesse saber onde ela estava,mesmo não sabendo a mínima de onde ela possa estar... O que você faria ?   - Eu falei com uma voz baixa e ela prestou atenção em cada palavra que eu disse -
- Bom,se eu fosse você...Eu iria procura sim,mesmo não sabendo,buscaria em cada pista possível,se essa pessoa for mesmo importante e especial,valeria a pena sim você preocura-la... – Ela falou com firmeza.
- Obrigado.
- Olha,eu tenho que ir,meu táxi chegou,e espero que você ache essa pessoa – Ela sorriu e foi embora –
- Ei,qual o seu nome ? – Eu meio que gritei me desviando das pessoas –
- Pode me chamar de Ally – Ela se virou e foi embora,entrou no táxi,e sumiu pelas ruas de Londres.Até que não foi tão ruim assim confiar em uma estranha.As vezes,essa é sempre a melhor opção.Mas porque esse nome,ou apelido,me parecia tão familiar ?



Heey Nutellas !
Como estão? Espero que estejam bem \õ/ E que tenham gostado do cap. Eu achei melhor postar toda sexta,acho que fica mais organizado e tals,mas qualquer coisa,eu tento outros dias também (: E vocês já ouviram Diana ? Cara que música perfeita *---*
To in love com ela \õ/
Bom,só isso,espero que tenham gostado !
E vocês viram que a Elo voltou ? EEH
Beeijos
XxJuh


14 comentários:

  1. Gostei ! Ficou engraçado kk' (:

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Okeey \õ/
      :3 Que bom que está gostando,isso me deixa feliz *--*

      Excluir
  3. Respostas
    1. Fico feliz *--* por você ter gostado,mesmo :3
      Claro,continuo sim \õ/

      Excluir
  4. Suupeer amei ! Posta logo (: Ansiosa !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kfiensnd \õ/ Que boom *--*
      Okey,pode deixar :3

      Excluir
  5. Posta logo (: to ansiosa!! eu ouvi Diana e é perfeita igual Feel The Love kkk' to super curiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ksjffhs Lufei arco-iris com seu comentário,serio *--*
      Que bom que gostou,estou muito feliz,de verdade :3
      Não é perfeita ela(a música)?! Eu amei também \õ/

      Excluir