10/03/2013

Um Desconhecido Bem Conhecido Cap 9 – “Eu Vejo”



Antes de sair por ai com Fred consegui ver os caras levando todos os meus moveis, meus pertences e minha casa. Foi horrível, amanha, quando eu e Louis conseguirmos a anulação, terei que me preocupar com aonde eu irei morar, o que é uma coisa que não estava nos meus planos.
Fred me levou para uma área da cidade que me parecia muito familiar, mas não sei da onde, acho que nunca estive aqui antes. Estávamos passando por um bar quando escuto uma musica bem animada, eu e Fred começamos a dançar a musica e logo começamos a beber, não tenho certeza da onde a bebida, mas nunca me diverti tanto. Já estava bem feliz, acho que ate já passei da felicidade, já estava completamente bêbada, o que não é muito bom levando em consideração que das ultimas vezes eu conheci o Fred e me casei.
Eu e Fred estávamos dançando algum tipo de rock no meio daquela rua. Para falar a verdade já tinha dois Freds dançando comigo, é bem estranho se pensar que no começo era so um, como será que ele se multiplicou? Será que ele me conta o segredo?
P.O.V. Louis
Depois que saímos da casa de Harriett fomos direto para o hotel, assim que cheguei lá percebi que esqueci meu celular no apartamento, falei para os meninos e Harry falou que iria comigo buscar. Entramos no carro e fomos indo. Harry dirigindo, porem ele é muito burro e acabou se perdendo, o que resultou em uma rua cheia de bares e mulheres que trabalham pelo prazer.
O melhor de se perder com o Harry é que ele não admite que esta perdido, sabe como isso irrita?
Estamos andando por uma hora sem rumo, claro que Harry não faz uma escolha certa e já estamos na parte pobre de Las Vegas, uma parte que eu preferia não conhecer.
- Desculpe – Harry falou do nada
- Pelo que Harry? – perguntei olhando pelo vidro
- Ah! Você sabe – Harry comentou envergonhado
- Por fazer a gente se perder? – perguntei e percebi ele concordar com a cabeça – Eu so queria meu celular – falei mais para mim do que para ele.
- Já sei o que podemos fazer para passar o tempo – Harry falou feliz com a possível ideia que o mesmo teve
- Que seria? – perguntei desanimado
- Você fala o que você vê – Harry falou feliz com a própria ideia.
- Ok – aceitei, acredite, aquela era a melhor coisa que teríamos para fazer. – Comece você
- Eu vejo uma rua – ele falou olhando para frente
- Eu vejo duas pessoas fazendo coisas obscenas – comentei ao ver um casal no seu quarto com a janela aberta
- Ui! Eu vejo pessoas bêbadas
- Eu vejo um barzinho
- Eu vejo uma velha bebendo
- Eu vejo um cavalo com pelos rosa
- Eu vejo mulheres seminuas
- Eu vejo vários homens bebendo
Assim paramos de fazer aquela brincadeira de falar o que vê, já que tivemos que parar o carro e nem um de nos viu coisas novas. Bom era o que eu pensava.
- Eu vejo um mendigo bêbado de vestido dançando com uma menina bêbada de terno – falei rindo da cena mais adiante, Harry focou sua visão ali e também começo a rir.
- Eu vejo dois loucos
- Eu vejo... HARRY! Aquela não é a Harriett? – perguntei espantado e o mesmo encarou a menina que usava um terno e dançava com o mendigo de vestido
- Acho que sim – ele falou estreitando seus olhos em busca de uma melhor visão.
- Harry! O que ela pensa que esta fazendo? – perguntei desesperado com a cena, se algum paparazzi visse?
- Acho que ela esta dançando ou tento sua despedida de solteira atrasada – Harry comentou pensativo
- HARRY! – gritei e o mesmo levou um susto
- desculpe, mas é o que eu acho – ele falou – não fui com a cara dela desde o inicio
- Eu sei, mas fale serio uma vez na vida – aumentei o tom de voz
- Fale serio você. Eu estou so tentando ajudar.
- Mas não esta ajudando.
Quase gritei e abri a porta, fui em direção aos dois loucos que dançavam no meio da rua. Caminhei determinado a saber o que Harriett fazia no meio da rua e por que não estava na casa dela.
- Harriett? – perguntei e a menina louca do terno se virou e eu consegui reconhecer ela.
- MARIDO!!! – ela gritou e eu consegui perceber que ela estava bêbada
- Você esta bêbada? – perguntei e logo me arrependi, é claro que ela esta bêbada
- Eu não estou bêbada, eu não bebi – ela falou enrolando a língua e percebi que Harry vinha na nossa direção
- É claro que você bebeu – falou meio irritado
- Não bebi Louiiiiiis – ela falou enrolando meu nome, ela fica bonita enrolando meu nome.
- Imagina se você não bebeu – Harry falou e a mesma se virou para olhar para ele, porem acabou virando para o lado errado
- Vem cá cachos, quem você pensa que é para falar assim comigo? – ela perguntou para um homem bem alto – não aceito que fale assim comigo
- Vem Harriett, vamos levar você para a sua casa – falei puxando ela pelo braço
- QUE CASA? – ela gritou – EU NÃO TENHO CASA, ME DESPEJARAM – ela gritou e começou a chorar
- então levamos você para o hotel – Harry falou como se fosse obvio
- Ok, vamos para o hotel.
Assim peguei Harriett pelo braço e fui puxando ela ate o carro. Abri a porta do carro e assim que fiz isso tropecei e acabei caindo em cima dela no banco traseiro e nisso sinto um fleche de foto. Olho assustado na direção e só o que vejo é um homem correndo com um câmera na mão. É, ferrou.


Desculpe pela demora,
fiquei com preguiça de postar e é isso.
Nao vou mentir falando que eu nao tive tempo pq eu tive.
Mas se eu conseguir eu posto mais um ainda hoje :)
Tália


7 comentários:

  1. aaah ficou mto bom :D
    Continuaa!!

    ResponderExcluir
  2. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa cade?????
    qeuro muiiiiiito rapido

    ResponderExcluir
  3. Cadê?! CONTINUAAAAAA. TA MUITO DIVO ♡♥♡♥♡♥♡

    ResponderExcluir
  4. eu achoq pra recompensar vc tem q fazer uma maratona #ApoioACausa rsrsrrs
    Continua

    ResponderExcluir