10/31/2013

Um Desconhecido Bem Conhecido Cap 16 – “Amigos”



Louis se aproximou de mim e me beijou, beijou como se nossas vidas dependessem daquilo. Me beijou com paixão, com vontade com gosto, me beijou com amor. Suas mãos passavam pelo meu corpo livremente enquanto eu acariciava sua nuca.
- Desculpe... – ele falou tentando acalmar a respiração, nos tínhamos as testas encostadas.
- Louis... – suspirei
- Você sabe que eu te amo – ele cochichou em meu ouvido fazendo os pelos do meu pescoço se arrepiarem
- Não faz assim – falei baixinho
- Não se faça de difícil, sei que você gosta – assim ele distribui vários beijos em meu pescoço
- Louis... – minha frase se perdeu quando ele achou a minha boca.
Logo ele parte o beijo e se afasta lentamente como se não pudesse acreditar no que estivesse fazendo. Ele ate parecia bravo. Ele me olhava incrédulo, me olhava com um certo nojo.
- Louis? – perguntei em duvida, não fiz nada de errado, pelo menos eu acho.
- Olha o que você faz garota. Acha mesmo que tudo isso algum dia ira acontecer? Acha que algum dia eu chegarei a te amar? Acha que algum dia você estará perto de ser perfeita para mim?
- Mas... Você... – eu não conseguia formular as frases, estava chocada, como eu pude acreditar?
- Eu amo a Eleanor – ele falou em alto e bom som.
- Mas...
- Sem, mas, eu nunca irei te amar – Logo aparece Eleanor andando em nossa direção
- Tao tolinha – ela fala sarcástica me encarando – Tão bobinha – chega bem perto de mim – tão iludida – se fasta em vai em direção de Louis, assim o beijando.
- Eu... – sei que tenho que falar algo, mas ver aquela cena não esta me fazendo bem, Eleanor com uma roupa preta justa agarrada a Louis, que usava uma roupa branca.
- Harriett – ouvi outra voz e vi minha chefe, o que ela esta fazendo aqui?
- Jenne?
- Escute querida, eu quero um café, sei que isso é demais para essa sua cabecinha, mas confio em você – ela falou com uma risada sarcástica no final.
- Eu sei que você confia em mim, você me indicou para trabalhar no The Sun – eu falei baixinho, lagrimas já escorriam pelo meu rosto.
- Claro, meu ex-marido precisa de alguém que pegue café rápido – ela falou, assim eu olhei para Louis que estava rindo.
De algum jeito sua roupa estava virando preta, igual à de Eleanor e Jenne. Os três riam, eles riam de mim, eles riam do meu choro. Logo escuto uma risada diferente, eu risada que eu nunca ouvi, mas me parece familiar. Olhei na direção dessa risada e vi Harry, ele usava uma roupa preta também, combinava com o lugar, um lugar todo preto, onde somente minha roupa branca se destacava.
- Que dó – Harry falou irônico me encarando – Tão nova e tão sozinha.
- Do que você esta falando? – perguntei com receio de sua resposta
- Sabe, você realmente acreditou que tinha amigos agora – ele falou olhando para Eleanor que estava beijando Louis – mas o que você conseguiu foi fazer todos te odiarem, como você sempre faz. Não pense que gostamos de você. Todos nós estamos esperando ansiosamente pelos seis meses acabarem, assim iremos nos livrar de você, poderemos dizer tchau, se quiser ate combinar de nunca mais nos encontrarmos.
- Para – falei colocando as mãos no ouvido
- Não adianta tentar não escutar. Você sabe que é verdade e isso já basta – escutei Harry falar meio abafado pelas minhas mãos que estavam em meus ouvidos.
- Para – falei entre lagrimas abaixando minhas mãos para o me colo, já que tinha sentado no chão.
- Posso parar, mas sempre saberá que isso é verdade. – Harry falou e foi junto a Louis, Eleanor e Jenne. Os quatro estavam de preto. A roupa de Louis que era branca agora era completamente preta.
Eu já chorava de soluçar, não aguentava aquilo, era demais para mim, era demais para qualquer pessoa que alguém fale tudo o que você tem medo de saber, mas já sabe.
É como se tudo que eu evito pensar, falar ou fazer eles estivessem jogando na minha cara, para piorar eu sei que tudo é verdade.
- E ainda por cima acha que vai ganhar o vaga na The Sun – ouvi uma voz fermina e me virei encontrando Chong – Você pode ter talento, mas nunca vai passar de uma menina que pega cafezinho, desista Harriett, desista dessa sua vida, desista de tudo o que você sonha, pois você é e sempre será a menina do café – ela falou e também se juntou aos outros, todos com roupas pretas. – A pobre menina do café
Assim todos riram, eu sabia que era de mim que riam, quem mais seria? Além de mim só havia eles.  Abracei meus joelhos e comecei a chorar como nunca tinha feito em toda a minha vida. Chorava, pois talvez assim meu corpo se desidratasse e eu morresse, acabando com o casamento e deixando Louis livre para ficar com Eleanor. Chong para ficar com a vaga na The Sun. Jenne não se irritaria mais comigo. Todos ganhariam com a minha morte, ate eu, pois nunca mais iria sofrer.
Os joelhos na minha calça, onde eu estava com a cabeça apoiada, já estavam molhados. Eu estava tremendo de chorar, sabia que se não morresse iria virar um zumbi.
Mas antes de morrer e tudo finalmente acabar senti braços fortes em volta do meu ombro. Levantei minha cabeça e vi Niall me encarando e Liam me abraçando. Ao contrario dos outros eles usavam roupas brancas.
- Não chore – Niall falou e tentou limpar as lagrimas que caiam pelo meu rosto.
- Mas... eles – tentei falar em meio a tantos soluços.
Niall virou a cabeça e viu todos rindo, eu tenho certeza que ele sabia que estavam rindo da minha fraqueza. Rindo de mim.
- Não chore anjo – Liam falou me abraçando
- Não vejo motivo para chorar – Niall falou
- Como não vê? Eles falaram tantas coisas horríveis – falei baixo, mas tenho certeza que Liam e Niall ouviram, pois eles negaram com a cabeça.
- Harriett, você esta com tanto medo de tudo que esta criando isso. Tudo isso é apenas um sonho, acorde – ele falou me balançando
- Acorde Harriett – Niall também me balançava.
Abri os olhos e vi o teto do quarto, tudo não passara de um terrível sonho, um sonho que eu não queria lembrar. Olhei para o lado e vi Niall e Liam me encarando preocupados.
- O que aconteceu Harriett? – Niall perguntou preocupado
- Tive um pesadelo – falei baixo, não acho que conseguiria falar mais alto
- Quer contar? – Liam perguntou e eu neguei com a cabeça – Ok, mas saiba que pode contar comigo
- e comigo – Niall acrescentou
- Obrigada meninos – falei e abracei eles.
- Harriett, você esta tremendo – Niall comentou
- Deve ser por causa do pesadelo – comentei
- Ok, vamos deixar você tentar voltar a dormir, qualquer coisa grita – Liam falou e deu um beijo na minha testa
- Obrigada meninos – falei e Niall me abraçou
- Somos amigos, amigos são para isso
- Agora eu sei – falei de volta

Gente, to de volta antes de sexta
heuhueheu
Já vou avisando que nao vou postar sexta e nem domingo.
Talvez eu poste sabado,
mas talvez.
Porque?
eu tenho aulão amanha,
sabe o que é 5000 pessoas em um mesmo lugar para ter uma mesma aula?
nao? nem eu, vou descobrir amanha :)
esse aulão vai durar o dia inteiro.
e domingo eu tenho vestibular da federal.
entao...
mas se quiserem ler mais alguma coisa que eu escrevo tem o meu blog :)
não é meu melhor blog, mas para quem quiser :/
E feliz Hallowen :) Meu dia (dia das bruxas muhahahah)
Bom, é isso, espero que tenham gostado e obrigada pelos 5 comentarios :)
Tália

15 comentários:

  1. Muito legal! Continua!

    ResponderExcluir
  2. Nossa no começo eu fiquei meio assustada, achei que o Louis estava sendo mal, mas quando a Eleanor apareceu eu já percebi que era um sonho. Ufa! hahahaha ficou muito bom. Me enganou em, hum. kkkkkkk continua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu escrevendo tambem me assustei, desde que eu comecei a escrever esse cap eu sabia que seria um sonho, a intençao foi mostrar os dois novos amigos dela. :)

      Excluir
  3. Respostas
    1. Leeroy? ahhh, fala para o Niall qe eu vou casar com ele e para o Harry que vamos ser amantes, os outros tem namoradas :( mas se quiserem estou disponivel :)

      Excluir
    2. kkkkkkkkkk pode deixar kkkkkkkkkkkkkkk (tbm estou) kkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  4. ownt agora ela sabe tem o Lili e o Nini como amigos ownt *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim *-* a intençao desse cap era mostrar os novos amigos dela :)

      Excluir