8/22/2013

Dude Cap 42- Como a senhora...?

É muita fofura para apenas duas Tomlinson's.


Um vento gelado bateu contra meu ombro descoberto, e eu, irritada, puxei a coberta mais para cima, sentindo que não queria acordar agora. Antes de voltar a dormir, ouvi o barulho da chuva insistir lá fora e torci o nariz, com uma tremenda vontade de fazer xixi. Forcei mais meus olhos, e afundei meu rosto no travesseiro tentando ignorar esse pequeno fator, mas a chuva não queria colaborar com a minha preguiça matinal. Abri os olhos e encarei a porta do banheiro, depois me encarei por de baixo das cobertas, soltando um suspiro de desaprovação da distância que nos mantinha tão longes um do outro.
- Mereço... – murmurei pra mim mesma, criando coragem para tirar as cobertas de cima de mim.
Quando estava prestes a fazer o que queria, já dando um leve impulso para cima, senti um peso sobre minha cintura. Tentei olhar para o lado, um pouco assuntada, e a coberta caiu do meu colo, levando um mundaréu de vento pro meu peito. Senti um calafrio perturbador e meus dentes começaram a se bater um no outro em seguida.
Sem pensar mais nada, puxei a coberta quentinha para cima, encostando minhas costas na cabeceira gelada da cama. A aquela altura, já tinha me esquecido da vontade de ir ao banheiro, na verdade não ficaria surpresa se minha bexiga urinaria tivesse congelado, junto com todos os órgãos importantes para a minha sobrevivência.
Esperei meu corpo voltar à temperatura normal, apenas observando minha sombra ser refletida na parede branca à minha frente, graças ao abajur acesso ao lado da cabeceira. E com esse tipo de brisa que eu reparei que minha sombra estava grande de mais para mim, foi então que eu lembrei do peso na minha cintura, e que nem olhei o que era por causa do frio.
Levantei a coberta e sem deixar que muito ar entrasse enfiei minha cabeça por de baixo dela, vendo um braço repousado sob minha barriga. Encarei meu colo nu e todas as lembranças da noite passada voltaram para a minha cabeça como flashbacks. Descobri minha cabeça, ainda processando informações; levei minha mão até minha boca, e depois de passar o dedo pelos meus lábios, levemente abertos num sorriso, consegui finalmente olhar para o lado.
Lá estava Zayn, dormindo feito um bebê, com a feição relaxada, como se nunca tivesse tido problemas na sua vida. Uma de suas mãos abraçavam o travesseiro de um jeito contagiante, e a outra, como já sabem, se mantinha firme em mim mesmo estando desacordado.
Devia ter ficado encarando-o uns dez minutos, nada superava a sua beleza naquele momento e eu realmente achava que era extremamente necessário lembrar dos detalhes do seu rosto tão delicados.
Quando percebi que já tinha perdido muito tempo, fiz um esforço enorme (e colhi muita coragem) para poder sair da cama e tocar o chão gelado. Me arrepiei toda sentindo o frio me assediar daquela maneira e pulei até o banheiro, tentando me esquentar. Antes de tudo, eu fiz meu xixi básico e depois de aliviar a minha bexiga, tomei um banho. Um banho bem quente e demorado, diga-se por passagem. Acho que fiquei em baixo da água quase uma hora inteira, sem brincadeira alguma. Eu amava/amo tomar banho.
Amaldiçoei-me mentalmente, umas trezentas vezes, por não ter nem me importado de pegar minhas roupas e contra a minha humilde vontade, tive que sair enrolada com três (exatamente, três) toalhas; uma na peito, outra no cabelo, e a terceira eu joguei sobre meus ombros. Peguei minhas roupas, e aproveitando que o dormioco do meu namorado ainda dormia, me troquei ali mesmo (o quê? Noite passada foi noite passada, eu nunca mencionei que perdi a vergonha de ficar nua na frente dele). Penteei meus cabelos, e finalmente pude sair do quarto para comer alguma coisa, eu estava completamente morta de fome.
Desci as escadas com cuidado, estando consciente de que eram (ainda) nove da manha, e que pessoas normais de “férias” não acordam nesse horário, se bem que eu estava torcendo para encontrar alguém acordado, assim não teria que esperar para tomar café (sou uma folgada faminta, me julguem).
Mas lógico, para a minha tristeza, ninguém se encontrava na sala, muito menos na cozinha. Droga de insônia matinal! Mas, pelo menos, teria pelo menos uma hora sozinha, para botar os pensamentos em dia e essas coisas.
- Já acordada, querida? – ou não – Está um pouco cedo... E frio, adolescentes não gostam desse tipo de combinação! – ri fraco, por ouvir aquela voz simpática, já conhecida, dizer algo tão sábio.
- Mas às vezes o frio acaba te forçando a sair da cama... Ou a vontade de fazer xixi. – a vovó Malik riu, aproximando-se de mim devagar.
- Está com fome? – será que ela lê pensamentos? – Posso fazer umas panquecas para nós duas, se quiser.
- Pra ser sincera, eu ficaria bem animada! – ela sorriu meigamente, indo pegar os devidos ingredientes para a massa da panqueca caseira – Então, você e Zayn voltarão amanha, não?
- Sim. Temos que voltar! Vamos receber algumas provas e temos o jogo de... Er... Quer dizer, ele tem o jogo de... Futebol.
O futebol. O jogo era essa semana. O jogo tão importante, decisivo, era essa semana, e por que raios eu só me toquei nisso agora? Por que a fixa caiu só nesse momento. Eu estava em apenas um passo para concluir minha “missão”... Que sinceramente, eu queria que não fosse concluída.
- Ah, o jogo! Tem razão... – Elizabeth disse, pegando o liquidificador – Meu neto estava bem animado! Zayn sempre me conta essas coisas da escola, por mais estranho que seja! Todo final de semana ele me liga... Contou do seu irmão também. – arqueei a sobrancelha, surpresa – Um cara estranho, meio molenga, afeminado, essas coisas! – nem me ofendo mais, estou acostumada – Também me contou de você sabia?
- Sério? – sorri, involuntariamente, esquecendo os insultos à cima.
- No começo, uma simples monitora amante de rock, que depois passou para uma garota simpática e bonita que cantava rock... E agora, você já sabe. – concordei de leve, sentindo minhas bochechas corarem de vergonha.
- Acho legal Zayn compartilhar essas coisas com você... Ele realmente não parece o que é. Jogador popular, badboy, por fora, mas um grande homem por dentro.
- Ele puxou isso do avó! Tenho certeza! – vovó Malik sorriu, começando a quebrar os poucos ovos – Tem sorte de tê-lo.
E terei sorte se ele me perdoar por tudo o que eu fiz. Argh, pronto! Chegamos na parte em que eu me sinto um completo lixo por ter tido essa droga de plano idiota! Por que simplesmente Zayn não ficou com a Olivia? Me pouparia de todo esse desgosto! Ansiedade! Raiva! Medo!
- Sabe Sophi... Eu acredito que amor verdadeiro é só uma vez na vida! Vai ter só uma única pessoa que vai te fazer flutuar! Fazer seu coração acelerar. Só uma única pessoa vai conseguir tirar seus pensamentos o dia todo, fazer você sonhar com ela... Ela será o impulso do seu dia. E não importa quando ou onde tudo isso comece, apenas você, só você não pode deixar que isso acabe. E você pode escolher, claro... Mas não desista de algo tão fácil, se ele for tirado de você, tire ele de quem te roubou... Se ele te ama, sempre vai perdoar. – franzi o cenho, formulando as frases em minha mente, tentando entender a qual sentido eu associava – Ah! – ela virou pra mim, com um sorriso no rosto – Boa Sorte no jogo!
Minha boca simplesmente se abriu, meus olhos se esbugalharam e eu não sabia onde enfiar minha cara. Isso estava realmente acontecendo?
- Como a senhora...? – tecnicamente não consegui terminar minha pergunta, já que a Zayn entrou na cozinha na maior alegria do mundo.
- Bom dia gente linda! – ele sorriu, indo até a vó e lhe dando um beijo forte.
- Bom dia, querido!
- Bom dia, flor do dia! – Zayn me abraçou por trás, dando-me um beijo na bochecha.
- Oii! – sorri sem olha-lo, apenas inalando seu cheiro inconfundível e eu consegui esquecer da pergunta que rodeava há alguns minutos na minha cabeça.
- Dormiu bem? – ele me perguntou, sentando-se ao meu lado.
- Dormi e você? – respondi, fingindo não ver o sorrisinho em seu rosto.
- Você não imagina quanto! – Zayn abriu mais seu sorriso, agora com um pouco de malicia.
Fechei a cara e virei minha mão no seu ombro, aproveitando que vovó Malik estava virada de costas para nós dois. Zayn começou a rir como se realmente tivesse graça e eu tive que esperar ele se recuperar para lançar um olhar de decepção.
- Não me olhe assim!
- Eu te olho do jeito que eu quiser!
- Mas não assim... Para de me secar menina! – fez uma voz de bicha – Já estou ficando sem água no corpo.
Precisei passar a piada duas vezes na minha cabeça para pode entende-la, e depois de ter feito, caí na gargalhada.
-Menino, que piada horrível! – a vó de Zayn exclamou e isso me fez rir mais ainda.
- Não foi tão ruim assim. Olha o estado da Sophi! – apontou pra minha cara, provavelmente vermelha.
Aos poucos fui me acalmando, e já recomposta, fui ajudar com as panquecas. Terminamos. O restante da família apareceu. Comemos. Arrumamos a cozinha e fomos ver TV. Logo depois, Zayn me chamou para dar um volta, para que não passássemos nossa ultima noite em Bradford em casa, e eu acabei concordando, mesmo não estando muito afim. Tiraria minhas duvidas mais tarde.
Chamamos o restante das pessoas presentes, mas nenhuma quis ir, todas preferiam continuar com a bunda grudada no sofá e os olhos vidrados na TV. Bom, acabamos saindo de casa e decidimos passar em uma sorveteria, a meu pedido. Eu simplesmente amo, AMO, sorvete no frio.
Nós fizemos os devidos pedidos e depois sentamos em uma mesa mais no fundo, onde não estivesse muito barulho ou movimento.
-Você está tão quieta! – Zayn comentou, dando uma lambida na sua casquinha de chocolate – Aconteceu alguma coisa? – sim, sua vó sabe que eu me vesti de homem.
- Não, não é nada. Fique tranquilo! – menti, voltando toda a minha atenção para meu sorvete de flocos.
- Nãããão está nããããão. – cantarolou e eu virei meus olhos.
- Estou sim!
- Nããããão.
- Sim!
- Nooooooop.
- Zayn! Não estou!
- Está!
- Menino, ou você fica quieto, ou eu te castro aqui mesmo! – disse séria, vendo sua expressão se fechar em uma cara engraçada – Fecha a boca!
- Mas que menina estressada, viu? Só estava tentando te animar! – sorri sem expressão, me sentindo um pouco culpada por ter sido grossa com ele.
- Me desculpe... – disse rapidamente, soltando um suspiro estressado – É que só estou um pouco nervosa... Só isso.
- Não quer me contar o porquê? Às vezes eu posso te ajudar! – Zayn sorriu fraco, movendo a cadeira para bem perto de mim – Eu sou bom com conselhos... – ele pegou minha mão, dando uma piscada de derreter corações.
- É que... Bem... Não é nada.
Sim. A ideia de falar para ele tinha passado pela minha mente, mas eu não consigo. Tudo bem, às vezes ele poderia reagir normalmente e riria de tudo isso, como se fosse apenas mais uma piada sem grassa contada por mim. Ou às vezes, ele ficaria bravo, magoado, por eu ter mentido para ele, sendo egoísta por não querer contar a verdade. Eu sei exatamente o que você está pensando... Monique vai contar de um jeito, ou de outro... Mas eu não consigo reunir forças para que as palavras se formem pela minha garganta.
- Tem certeza? – Zayn virou meu rosto para o dele, e foi como se seus olhos tivessem acabado de jogar um balde de conforto no meu coração.
- Tenho. – sorri, ainda mentindo, fazendo um carinho rápido em sua bochecha quente – Fique tranquilo! – assegurei-o (ainda mentindo) e lhe dei um beijo rápido e delicado.
- Vou acreditar dessa vez!
- Eu ficaria agradecida... – disse brincalhona, dando mais uma lambida no meu sorvete – Você quer? – ofereci, vendo que Zayn encarava minha casquinha com os olhos cerrados.
- Você é muito lerda pra comer isso menina! Eu já to comendo a casquinha e você aí, nem a cobertura comeu direito – ele disse brincalhão, achando graça das próprias palavras.
- Deus deu um sorvete pra cada um, pra cada um cuidar do seu. Então deixa que eu me preocupo com o meu sorvete e você fica com o seu. Obrigada. – respondi, segurando uma risada escandalosa.
- Você é ridícula.
- Eu sei. – fiz uma cara de anjinho, seguida de uma cara malvada após ter um plano “diabólico” bolado em minha mente – Olha! Uma minhoca! – apontei pro chão e como esperado, Zayn olhou pra direção indicada.
- Mas não to vendo nada e... – ele voltou o rosto para mim, e como se tudo tivesse sido extremamente calculado, eu enfiei o sorvete em nariz, gargalhando altamente – Ah... Meu... Deus... – para terem uma noção, eu ria tão alto, que a sorveteira inteira parou para nos observar – Ta gelado...
- É sorvete. Queria que estivesse quente? Bobo. – sou uma pessoa muito mau caráter, acabei de colocar minha casquinha em seu nariz e ainda tirava sarro com a criatura! Aposto que Hitler faria a mesma coisa.
Zayn pegou o guardanapo em cima da mesa e limpou o nariz rapidamente, dando uma longa fungada em seguida.
- Você tem sorte de não existir mais sorvete no meu sorvete.
- Isso que dá quando mexe com a minha casquinha.
- Irá se arrepender, Cox. – disse com uma voz vingativa.
- Mesmo? E o que você vai fazer? Encher minha cara de chantili à noite?
- Não... Eu vou preparar uma torta, de chantili, e jogar na sua cara!
- Nossa que medo.
- Ridícula ao quadrado.
- Ridícula, mas eu continuo linda.
- Também é paga pau.
- Mas continuo linda.
- E iludida.
- Mas sempre, sempre, vou continuar linda. – respondi, jogando meus cabelos para trás de um jeito bem mesquinho enquanto esperava a resposta de Zayn.
- Sempre.
Fiquei um pouco surpresa com a resposta (levando em conta que esperava um “ridícula ao cubo” fiquei bem surpresa!), não é sempre que uma pessoa concorda com a outra se vangloriando ao extremo. Zayn chegou mais perto, beijando minha bochecha de vagar. Fechei meus olhos, sentindo a região toda formigar e anestesia-se em um único toque.
- Sempre linda... E sempre minha.







....
OLÁÁÁ
OLHA EU VIVA AQUI! SIM! ESTO VIVA!
ÊÊÊÊÊ!!!! Ok.
Me desculpem amores mios! Serio mesmo.
Essa semana teve provas difíceis (ainda não
sei onde vou usar orações subordinadas
reduzidas na minha vida...só no vestibular, acho),
um monte de lição, trabalho, falta de criatividade
ao extremo, LIAM NAMORANDO 
A AMIGA DE INFÂNCIA (>>MENTIRA TENHO CERTEZA<<)
BARANGA ATRIZ PORNO, ZAYN
NOIVO AOS 20 ANOS DE IDADE, ESTRÉIA
DE THIS IS US! SEMANA LINDA DA PEUGA!
... Sem contar que eu
ando fazendo capítulos maiores para vocês!!
Eu espero que vocês tenham gostado
do cap (mesmo que ele esteja 
sem qualidade) e eu vou continuar
coom 7 comments msm ok?
Aliás, muito obrigada pelos do 41!!!
Amo vocês minhas lasanhas <3
Bom, primeiramente, quero dedicar esse cap
à minha pandinha linda que eu amo muito
 (principalmente pela parte 
do sorvete) e falar que a frase do "Deus deu sla
oq pra cada um blá blá" é da minha amiga (apenas
dando os créditos para você Gabi) e
que eu acabei escrevendo automaticamente
e quis deixar. 
E mais um recadinho (vou fazer que nem propagandas):
"Ei! Você aí! É! Você por trás dessa tela! Você
é escritora? Tem um blog de imagines? Já escreveu
fic's? Sim? Então você não pode
perder o concurso Best Fanfics Ever que o
blog As Melhores Fanfics do 1D está realizando!!
Entre no site já, leia os regulamentos e participe!
É grátis!!"
Tá, agora é serio. É um concurso que a Carol
tá fazendo e é bem interessante! Até eu participei!
Mas eu mandei tudo errado pq eu tentei pelo
cel e a Carol deve ta com cara de "wtf? Pq essa
louca me mandou duas vezes?" Enfim, entrem lá
e deem uma olhada!
Eu vou começar a escrever o próximo cap
já, aproveitando meu surto
de criatividade para escrever o que preciso!!
Bom, só isso!
Malikissess & Paynekisses
Lo <3





12 comentários:

  1. Perfeitooooo, como sempre :)
    Essa semana foi bem agitada, hahahah, Liam namorando, Zayn noivando e tudo mais rolando, so falta agora aperecer a Perrie gravida.
    ansiosa pelo proximo :)

    ResponderExcluir
  2. Necessito de mais *-*

    ResponderExcluir
  3. perfeitoooooooooooooooooooooooooooooooooo

    ResponderExcluir
  4. Oi Elo!!!
    Estava com saudades de você! <3
    (OBS: Eu acho que você se lembra de mim!! ou não..enfim....)
    Continua!!!!
    Como sempre esta perfeito!!
    Beijos e abraços de sua fã gaúcha ^^!!!
    Bye! =D

    ResponderExcluir
  5. OOOOOiiiii, Lo sem surtos sei que eu to sumida, mais é que os professores fizeram um complô contra uma pobre menina chamada Ana (eu) e não param de passar provas, trabalhos, redações, poesias, faz tempo que eu não sei o que é ver noticias sobre 1D (fiquei sabendo que o Zaz tava noivo por aqui, fiquei triste e feliz) mais enfim continua please

    xx Ana

    ResponderExcluir
  6. Heey Lo \õ/
    O cap ficou per-fect (ainda não perdi a mania do Leroy) *--*
    Eu também acho mto estranho que aquela amiga dele seja de infância '-'
    E cara,Zayn é mto novo :( Acho que ele não devia se casar agr,mas se ele está feliz,ok néh...\õ/
    Eu rir mto com as caretas do Niall na estréia do This Is Us kkk Tinha que ser néh ?!
    Continua logo (:
    E eu gostei muito do cap *o* e não tem nada de sem qualidade ai,tá divástico u.u
    Só isso !
    Beijoos
    XxJuh

    ResponderExcluir
  7. Oi oii, posso ser afiliada do blog? A propósito, seguindo, segue de volta? Obrigadaa.

    Malikisses ♥ || imagines-directioneer.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Meu comentário vai ser bem pequeno mas o próximo vai ser o top dos top
    Eu to cheia de coisas pra fazer que demorei 4 dias pra ler esse cap. -pois é pois é-
    Bom CONTINUA
    vou parar por aqui porque tenho que ir
    byeeee

    ResponderExcluir
  9. Muito fofo no final!

    ResponderExcluir